Notificação Extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento: entenda seus direitos e obrigações

Uma notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento é um documento formal enviado pelo proprietário ao inquilino que está em situação de inadimplência.

Compartilhe esse post

O que é notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento?

Notificação Extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento: entenda seus direitos e obrigações
Imagine que você seja proprietário de um imóvel alugado e o inquilino descumpriu obrigações financeiras do contrato. Neste cenário, o uso de uma notificação extrajudicial para desocupação do imóvel por falta de pagamento torna-se uma medida crucial. 
 
Isso porque essa notificação formaliza a cobrança dos valores em débito e também abre uma janela de oportunidade para resolver a questão de maneira amigável.
 
Continue a leitura para entender o que é essa notificação de desocupação do imóvel por falta de pagamento, o que diz a Lei e qual modelo deve ser usado!
 

O que é uma notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento?

Uma notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento é um documento formal enviado pelo proprietário ao inquilino que está em situação de inadimplência. 
 
Normalmente, ela informa ao inquilino sobre o débito existente, um novo prazo de pagamento e as consequências que podem acontecer caso essa obrigação seja descumprida.
 
O objetivo da notificação de desocupação do imóvel por falta de pagamento é procurar uma resolução entre as partes envolvidas sem que seja necessário recorrer ao processo judicial de despejo.
 
Ou seja, funciona como uma ferramenta que visa oferecer uma última oportunidade ao inquilino para regularizar a situação antes que o proprietário tome medidas legais.
 
Esse comunicado também serve como evidência no caso de o litígio ir para o tribunal para demonstrar que o locador tentou resolver o problema de forma amigável antes de buscar intervenção judicial.
 

O que diz a Lei do Inquilinato sobre desocupação de imóvel por falta de pagamento

O artigo 9º da Lei nº 8.245/1991, ou Lei do Inquilinato, prevê que o contrato de locação pode ser rescindido caso o inquilino descumpra com a obrigação financeira de pagar o aluguel e encargos dentro do prazo estipulado.
 
Além disso, as ações de despejo são previstas no artigo 59, que diz que a liminar para desocupação em quinze dias será concedida se houver a falta de pagamento de aluguel e acessórios da locação no vencimento.
 
É importante ressaltar que a notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento, muitas vezes, antecede a entrada com a ação de despejo.
 
Isso porque ela proporciona ao inquilino a oportunidade de regularizar sua situação financeira, a fim de evitar medidas mais severas de desocupação.
 
Neste sentido, caso a notificação extrajudicial seja insuficiente e o inquilino não regularize a situação financeira no prazo estipulado, o locador poderá buscar a via judicial para resolver o impasse.
 
Sendo assim, a próxima etapa seria entrar com uma ação de despejo conforme estabelecido no artigo 59 da Lei do Inquilinato.
 
 

Modelo de notificação extrajudicial para cobrança de aluguel

Notificação Extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento: entenda seus direitos e obrigações
Existem diferentes modelos de notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento e a escolha por um pode depender de fatores como legislações locais, cláusulas contratuais e outros.
 
Contudo, independentemente do modelo escolhido, é essencial que a notificação extrajudicial contenha informações básicas e essenciais para cumprir seu propósito.
 
Alguns pontos que precisam ser considerados em qualquer modelo de comunicado de cobrança de aluguel são:
 
  • nome e endereço completo das partes envolvidas;
  • identificação do imóvel;
  • referência ao contrato de locação e cláusula relacionada ao inadimplente;
  • descrição dos valores em atraso;
  • prazo para regularização do débito;
  • consequências e medidas legais que podem ser tomadas;
  • assinatura do proprietário ou do representante legal;
  • informações sobre os meios pelos quais o inquilino pode entrar em contato.
 
É recomendável contar com auxílio de um advogado para redigir qualquer modelo de notificação extrajudicial para desocupação de imóvel, cobrança de aluguel ou outras questões relacionadas a contratos de locação.
 
Assim, é possível garantir conformidade com as leis locais, normas específicas do contrato e Validade Jurídica do documento.
 

Perguntas frequentes sobre desocupação de imóvel por falta de pagamento

1. Quanto tempo o inquilino tem para desocupar o imóvel por falta de pagamento?

O modelo notificação extrajudicial de despejo deve incluir o prazo estipulado para a saída do inquilino, que costuma ser de 30 dias, em linhas gerais.
 
No entanto, é importante destacar que há circunstâncias específicas a serem consideradas. 
 
Por exemplo, em casos de uma ação de despejo por falta de pagamento, a Lei do Inquilinato estipula que o período concedido para a desocupação é de 15 dias.

2. É necessário notificação extrajudicial para despejo?

A notificação extrajudicial para despejo é necessária se for o caso de um desejo imotivado ou denúncia vazia por parte do proprietário.
 
Em situações específicas, como em casos de denúncia justificada, onde há falta de pagamento de aluguel ou descumprimento de cláusulas contratuais, a exigência de uma notificação prévia pode ser dispensada.

3. Qual o prazo para notificação extrajudicial de despejo?

A comunicação extrajudicial para desocupação do imóvel deve incluir informações detalhadas sobre o valor em débito e a legitimidade da cobrança. 
 
No contexto geral, não há um prazo específico estipulado em lei para a notificação extrajudicial, mas é comum que seja definido pelo proprietário, desde que respeite os princípios legais.
 
Em alguns casos, contratos de locação podem ter cláusulas específicas que definem o prazo para a notificação extrajudicial. 
Notificação Extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento: entenda seus direitos e obrigações

4. Como pedir para o inquilino desocupar o imóvel por falta de pagamento?

Uma das melhores maneiras de pedir para o inquilino desocupar o imóvel por falta de pagamento é por meio da notificação extrajudicial. 
 
Por meio dela, é possível oferecer opções de acordo ou planos de pagamento para demonstrar disposição para resolver a questão de forma amigável.
 
Além disso, ela pode ser enviada de forma eletrônica, o que facilita muito mais o processo.
 
Utilizar plataformas especializadas, como o AR Online, oferece a praticidade de enviar notificações digitais com Validade Jurídica e segurança.
 
Essa abordagem moderna agiliza a comunicação e proporciona uma trilha eletrônica confiável, o que contribui para uma gestão eficiente em questões relacionadas ao aluguel de imóveis.
 
Envie notificações extrajudiciais para desocupação de imóveis e outras finalidades com o AR Online!

Conclusão

Então, a notificação extrajudicial para desocupação de imóvel por falta de pagamento é uma importante ferramenta para quem deseja abordar de maneira eficiente e legal situações de inadimplência. 
 
Isso porque, além de ser uma via de comunicação, ela proporciona ao inquilino uma chance de regularizar a situação antes que medidas legais sejam tomadas.
 
E lembre-se que a possibilidade de envio eletrônico, como por meio do AR Online, agrega praticidade ao processo e o torna mais ágil.
 
Gostou deste conteúdo? Aprenda mais sobre estratégias para uma gestão de cobrança eficiente!

Inscreva-se na nossa Newsletter

Receba atualizações e aprenda com os melhores

Mais posts

Abrir conversa
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar?